1

Para Refletir...

"A caridade um exerccio espiritual... Quem pratica o bem, coloca em movimento as foras da alma." - Chico Xavier

 
Erro
  • XML Parsing Error at 1:102. Error 9: Invalid character

PDFImprimirE-mail
Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

So notrios os benefcios da prece. Allan Kardec dedicou um captulo inteiro de

O Evangelho Segundo o Espiritismo

para tratar do assunto, apresentando modelos de preces, acrescentados de valiosos comentrios. o captulo XXVIII, com

Preces

para si mesmo, pelos outros, por aqueles que no esto mais na terra e pelos doentes e obsidiados.

captulo um pouco esquecido, mas de grande contedo, que precisa ser buscado com conhecer o tema com mais exatido.

H um detalhe, porm, que deve merecer nossa maior ateno. Em Atos dos Apstolos, captulo XII, v. 12, o Apstolo anotou: "Renam-se para orar". Comentando o assunto, o grande Lon Denis, em sua magnfica obra Depois da Morte* (captulo LI, da quinta parte, intitulado A Prece, pgina 449), escreveu: "(...) A prece feita em conjunto um feixe de vontades, de pensamentos, raios, harmonias, perfumes, que se dirige com mais poder para seu objetivo. Ela pode adquirir uma fora irresistvel, uma fora capaz de sustentar, abalar as massas fludicas. Que alavanca para a alma ardente que coloca nesse impulso tudo o que h de grande, de puro, de elevado nela! Nesse estado, seus pensamentos jorram, como uma corrente imperiosa, em generosos e poderosos eflvios. (...) O homem traz em si um motor incomparvel, do qual no sabe tirar seno um medocre partido. Para faz-lo funcionar, duas coisas so suficientes, todavia, a f e a vontade (...)".

Referido trecho acima transcrito chamou-nos muito a ateno depois de termos lido o artigo Orao e Vigilncia, publicada na revista Reformador, pginas 18 a 21, da edio de abril de 2002. Assinada por Mrio Frigri, a matria, de grande contedo doutrinrio, destaca exatamente o que diz Lon Denis na obra referida. Aps discorrer sobre a orao, vigilncia e conscincia ativada, em vrios e importantes aspectos, o autor aborda no subttulo Silncio Mental, o valor do estado de quietude mental, ou alerta mximo de conscincia, sem a sombra do pensamento interferindo, propiciadora da meditao que aclara os caminhos. E cita: "(...) Em essncia, nisto consiste a Vigilncia ou Meditao: ficar silenciosamente em stand by, mentalmente vazio mas fantasticamente alerta. No vale cochilar ou adormecer (...)" E sugere: "(...) Portanto, amigo leitor, na prxima vez que Orar, procure em seguida Vigiar – se j no o estiver fazendo –, ficando sereno, exttico, na mais absoluta quietude e paz interior, a fim de aguardar e receber a resposta suprema, caso esteja esperando por uma. o que o Cristo espera daqueles que aspiram ao discipulado real, atravs desse dilogo de alma para alma que todos tero um dia com a Divindade, conforme o caminho revelado por Ele na Sua Orao ao Pai, preparando neste mundo a to almejada unificao da Humanidade. (...)".

Buscando, porm, as orientaes de Allan Kardec no captulo acima referido e estudando criteriosamente o trecho de Lon Denis, tambm acima citado, que tal aproveitarmos a sugesto do autor Mrio Frigrio (e da prpria recomendao do apstolo) na matria publicada pela revista, para utilizarmos conjuntamente os valores da prece direcionada, ainda que fisicamente distantes estejamos, mas em dias e horrios previamente combinados? Amigos e companheiros, famlias e grupos integrados e sintonizados podem aproveitar a idia e buscar os benefcios e alcance da iniciativa.

Muitos sero beneficiados, estaremos colaborando com a harmonia do planeta e buscando foras novas para os inevitveis embates do cotidiano. Isto tudo sem dizer das alegrias trazidas pelo intercmbio mental e com os nobres objetivos do bem coletivo.

Os tumultos da atualidade bem indicam essa necessidade. Considere-se, porm, dentro do prprio meio esprita – especialmente entre dirigentes e ativos trabalhadores – o alcance da iniciativa. As dificuldades de entendimento entre instituies ou mesmo entre os integrantes de uma mesma casa podem receber os benefcios da iniciativa, que bem indica os esforos da unio em favor do movimento esprita.

Vejam os amigos leitores que temos desperdiado enorme tempo e quantidade imensurvel de energias com disputas vazias e tumultos que podem ser evitados atravs da simples sintonia com os objetivos superiores da vida. Benfeitores amigos sempre esto ao lado daqueles que buscam vencer as prprias imperfeies e trabalham pelo bem estar coletivo (embora no desamparem os necessitados de variada classificao). E como j so conhecidos os benefcios da unio pelo trabalho comum do ideal esprita, a sintonia da prece entre os que j se entendem, ou conseguiram superar as diferenas, ser o feixe de vontades, de pensamentos, raios, harmonias, perfumes, que se dirige com mais poder para seu objetivo, referindo por Denis e acima citado.

A experincia tem sido bem sucedida em muitos grupos, desde h muito tempo, mas como sempre h formao de novos grupos e surgimento de novos adeptos, importante que dirigentes e expositores vez por outra abordemos o assunto. A famlia esprita nacional pode contribuir muito para elevar o ambiente espiritual do Brasil, como j o vem fazendo de inmeras maneiras. A iniciativa sugerida vem somar-se a todos os demais esforos pelo estudo, divulgao e vivncia de nossa querida Doutrina Esprita.

 

 

 

Artigos Relacionados:
Educao para a Morte (1131 Acessos)
Nascimento e morte so fenmenos biolgicos interpenetrados. A vida e a morte constituem os elementos bsicos de todas as vidas, que, por...
Maneira de Orar (1290 Acessos)
Maneira de Orar O dever primordial de toda criatura humana, o primeiro ato que deve assinar a sua volta vida ativa de cada dia, a...
Convite para um encontro - GFLM (3051 Acessos)
Sem dvida alguma a semana de comemorao dos 35 anos do Grupo da Fraternidade Leopoldo Machado foi um sucesso e, com certeza atingiu aos...
Recursos Financeiros Para o Movimento Esprita. Como conseguir? (1149 Acessos)
Estamos vivendo um momento de jbilo no movimento esprita: v-se h anos, no jornal de maior circulao do pas, uma coluna peridica...
Alguns passos para um melhor relaxamento (713 Acessos)
Cada um de ns necessita reencontrar com nossos valores internos, e essa busca verdadeiramente s ser possvel atravs de momentos que,...


Adicione este artigo nas suas redes sociais!
 

Seja Bem Vindo!