1

Para Refletir...

"A obra prossegue com o amparo divino. Nem desnimo, nem pressa, equilbrio." - Bezerra de Menezes

 
Erro
  • XML Parsing Error at 1:102. Error 9: Invalid character
Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

Aps a fecundao do vulo pelo espermatozide o Esprito reencarnante ligado ao embrio, constituindo um ser humano que habitar ventre materno por nove meses, protegido em sua fragilidade at que possa enfrentar o mundo exterior. O aborto situa-se, assim, como uma desencarnao.

Se natural, quando o organismo materno no consegue sustentar o desenvolvimento da criana, configura uma provao relacionada com infraes s leis divinas, tanto para os genitores, que experimentam a frustrao do anseio de paternidade (acresam-se na mulher os sofrimentos e incmodos decorrentes da interrupo da gravidez), quanto para o reencarnante, que v malogrado seu anseio de retorno carne.

J o aborto criminoso configura um crime hediondo, nem sempre passvel de punio pela justia humana (em alguns pases a legislao faculta mulher o direito de arrancar o filho de suas entranhas, matando-o), mas inexoravelmente sujeito s sanes da Justia Divina, a atingir no apenas a gestante, mas tambm os que direta ou indiretamente envolvem-se com ele (familiares que o sugerem e profissionais que o executam).

A mulher que assassina o filho indefeso na intimidade de si mesma, sob a alegao de que dona de seu corpo, usa um sofisma materialista. Nosso corpo um emprstimo de Deus para a jornada humana. Muito mais que direitos temos deveres vinculados ao seu uso. O primeiro o de preserv-lo, utilizando-o disciplinadamente, com conscincia de suas necessidades. O segundo o de respeitar a vida gerada dentro dele, em obedincia aos desgnios divinos, porquanto ao Criador compete decidir sobre os destinos da criatura.

A literatura esprita prdiga em exemplos sobre as conseqncias funestas do aborto delituoso, que provoca na mulher graves desajustes perispirituais, a refletirem-se no corpo fsico, na existncia atual ou futura, na forma de cncer, esterilidade, infeces renitentes, frigidez...

Problemas dessa natureza, freqentes na atualidade, demonstram com propriedade como est disseminada essa prtica criminosa. Muitas mulheres chegam ao cmulo de usar habitualmente substncias qumicas abortivas sempre que ocorre atraso menstrual, sem cogitar se esto grvidas. Semeiam aflies que fatalmente colhero...

No aborto natural o Esprito retorna Espiritualidade sem maiores problemas. Bem tnues so os laos que o prendem ao corpo, no apenas por se tratar de incio do processo reencarnatrio, mas tambm em face do mal determinante do desencarne, que o situa como paciente terminal.

Consumada a desencarnao, o Esprito poder reassumir sua personalidade anterior, voltando ao que era, com acrscimo da breve experincia. Se no detiver suficiente maturidade mental para isso, permanecer na Espiritualidade como um recm-nascido, espera do concurso do tempo, que o habite a retomar a conscincia de si mesmo, ou preparando-se para novo mergulho na carne.

No aborto criminoso a situao mais complexa. O Esprito sofre o trauma provocado pela morte violenta, embora amenizado pelo fato de no estar comprometido com os enganos do mundo. Tratando-se de algo no programado, fruto da irresponsabilidade dos pais, sua frustrao ser maior.

A readaptao ser semelhante do Esprito vitimado pelo aborto natural. Considere-se, entretanto, que, se moralmente imaturo, sua expulso poder provocar nele acirrado rancor contra os pais, transformando-o em perseguidor implacvel daqueles que recusaram conceder-lhe a oportunidade do recomeo.

Muitos males que afligem a mulher, aps o crime do aborto, prolongando-se indefinidamente, no obstante os recursos da Medicina, nascem dessa influncia.

Do livro: Quem tem medo da morte?

 

 

 

Artigos Relacionados:
Estupro e Aborto na viso esprita (2376 Acessos)
Em diversas oportunidades, quando fizemos palestra sobre reencarnao e aborto, fomos questionados posteriormente sobre a dolorosa e...
Aborto (522 Acessos)
“Porque toda casa edificada por algum, mas o que edificou todas as coisas Deus.” - Paulo. (Hebreus, 3:4.) No caminho...
Aborto I (698 Acessos)
1 – Todas as religies condenam o aborto. E a Doutrina Esprita? O Espiritismo tambm o situa como crime. Vai mais longe: demonstra...
Aborto do anencfalo (3373 Acessos)
Nada no Universo ocorre como fenmeno catico, resultado de alguma desordem que nele predomine. O que parece casual, destrutivo, sempre...


Adicione este artigo nas suas redes sociais!
 

Seja Bem Vindo!