1

Para Refletir...

"A incompreenso di. Contudo, oferece-nos excelente oportunidade de compreender. O desespero destri. Diante dele, porm, encontramos ensejo de cultivar a serenidade." - Andr Luiz

 
Erro
  • XML Parsing Error at 1:102. Error 9: Invalid character
Avaliação do Usuário: / 5
PiorMelhor 

Irmos Queridos.

Diante dessa crise que se abate sobre o nosso povo, face a essa onda
de pessimismo que toma conta dos brasileiros, frente aos embates que o
pas atravessa, ns, os seus companheiros, trazemos na noite de hoje a
nossa mensagem de f, de coragem e de estmulo. Estamos irradiando-a
para todas as reunies medinicas que esto sendo realizadas neste
instante, de norte a sul do Brasil. Durante vrios dias estaremos
repetindo a nossa palavra, a fim de que maior nmero de mdiuns possa
capt-la. Cada um destes que sintonizar nesta faixa vibratria dar a
sua interpretao, de acordo com o entendimento e a gradao que lhe
forem peculiares.

Estamos convidando todos os espritas para se engajarem nesta
campanha. H urgente necessidade de que a f, a esperana e o otimismo
renasam nos coraes. A onda de pessimismo, de descrdito e de
desalento to grande que, mesmo aqueles que esto bem intencionados
e aspirando realizar algo de construtivo e til para o pas, em
qualquer nvel, veem-se tolhidos em seus propsitos, sufocados nos
seus anseios, esbarrando em barreiras quase intransponveis.
preciso modificar esse clima espiritual. imperioso que o sopro
renovador de confiana, de f nos altos destinos de nossa nao, varra
para longe os miasmas do desalento e do desnimo. necessrio abrir
clareiras e espaos para que brilhe a luz da esperana. Somente
atravs de esperana conseguiremos, de novo, arregimentar as foras de
nosso povo sofrido e cansado.

Os espritas no devem engrossar as fileiras do desalento. Temos o
dever inadivel de transmitir coragem, infundir nimo, reaquecer
esperanas e despertar a f! Ah! a f no nosso futuro! A certeza de
que estamos destinados a uma nobre misso no conserto dos povos, mas
que a nossa vacilao, a nossa incria podem retardar.
Responsabilidade nossa. Tarefa nossa. Estamos cientes de tudo isto e
nos deixamos levar pelo desnimo, este vrus de perigo inimaginvel.

O desnimo e seus companheiros, o desalento, a descrena, a incerteza,
o pessimismo, andam juntos e contagiam muito sutilmente, enfraquecendo
o indivduo, os grupos, a prpria comunidade. So como o cupim a
corroer, no silncio, as estruturas. No raras vezes, insuflado por
mentes em desalinho, por inimigos do progresso, por agentes do caos,
esse vrus se expande e se alastra, por contgio, derrotando o ser
humano antes da luta. Diante desse quadro de foras negativas,
tornam-se muito difceis quaisquer reaes. Portanto, cabe aos
espritas o dever de lutar pela transformao deste estado geral.

Que cada Centro, cada grupo, cada reunio promova nossa campanha. Que
haja uma renovao dessa psicosfera sombria e que as pessoas realmente
sofredoras e abatidas pelas provaes, encontrem em nossas Casas um
clima de paz, de otimismo e de esperana! Que vocs levem a nossa
palavra a toda parte. Aqueles que possam faz-lo, transmitam-na
atravs dos meios de comunicao. Precisamos contagiar o nosso
Movimento com estas foras positivas, a fim de ajudarmos efetivamente
o nosso pas a crescer e a caminhar no rumo do progresso.

So essas foras que impelem o indivduo ao trabalho, a acreditar em
si mesmo, no seu prprio valor e capacidade. So essas foras que o
levam a crer e lutar por um futuro melhor. Meus irmos, o mundo no
uma nau matroca. Ns sabemos que Jesus est no leme! e que no
iremos soobrar. Basta de dvidas e incertezas que somente retardam o
avano e prejudicam o trabalho. Sejamos solidrios, sim, com a dor de
nosso prximo. Faamos por ele o que estiver ao nosso alcance. Temos o
dever indeclinvel de faz-lo, sobretudo transmitindo o esclarecimento
que a Doutrina Esprita proporciona. Mas tambm, que a solidariedade
exista em nossas fileiras, para que prossigamos no trabalho abenoado,
unidos e confiantes na preparao do futuro de paz por todos almejado.
E no esqueamos de que, se o Brasil o corao do mundo, somente
ser a ptria do Evangelho se este Evangelho estiver sendo sentido e
vivido por cada um de ns.

Esprito - Eurpedes Barsanulfo
Mensagem recebida no Centro Espirita Jesus no Lar
Medium - Suely Caldas Schuber

Artigos Relacionados:
Aspectos cientficos sobre a mediunidade (1459 Acessos)
Aspectos cientficos da mediunidade e a necessria instruo poltica para os trabalhos medinicos entre os espritas 1) Relao histrica...
Pai nosso de Emmanuel (1754 Acessos)
Pai nosso de Emmanuel Nosso Pai, que ests em toda parte; Santificado seja o teu nome, no louvor de todas as criaturas; Venha a...
Pai Nosso (3751 Acessos)
Bem vindo ao nosso site (2329 Acessos)
O Grupo da Fraternidade Leopoldo Machado um centro que tem na doutrina esprita a sua base fundamental e o trabalho voltado para a...
Temporada de filmes sobre 'Chico Xavier' estreia em 2010 (1106 Acessos)
O espiritismo no estar forte apenas no teatro em 2010. A temporada de filmes no chamado 'meio transcendental' ter grandes produes e...


Adicione este artigo nas suas redes sociais!
 

Seja Bem Vindo!