1

Para Refletir...

"A alegria está na luta, na tentativa, no sofrimento envolvido. Não na vitória propriamente dita." Mahatma Gandhi

 

Vigilância e oração

PDFImprimirE-mail
Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

Velho amigo de batalhas espíritas, certa feita, disse-me que se considerava tranqüilo contra as agressões dos Espíritos inferiores, pois lera em “O Livro dos Espíritos” que Deus não permite que os maus Espíritos ataquem pessoas indefesas.
Ao afirmar que a única fórmula correta, eficiente e eficaz contra as obsessões é a prática do conselho de Jesus no qual ele incentiva a vigilância e a oração, ele abriu seu livro, e como a mostrar-me que eu estava errado, leu para mim o que se segue:

Pergunta 551

- Pode um homem mau, com a ajuda de um mau Espírito que lhe é devotado, fazer mal ao seu próximo?

- Não, Deus não o permitiria.

No entanto, faltara ao amigo o aprofundamento da resposta; o contexto no qual estamos inseridos, notadamente quando lidamos com a obsessão. A pergunta não esclarece sobre a condição moral da suposta vítima. Se ela for má, estando suas defesas vulneráveis, certamente não escapará quando perseguida, do assédio e da violência daqueles que a buscam.
Tal procedimento é comum nos “ajustes de contas” entre malfeitores encarnados e desencarnados que se unem em torno de objetivos de vingança. Até mesmo um homem honesto na presente encarnação, mas com o passado comprometido por desrespeitar as leis divinas em encarnação anterior, fato que o credencia a sofrer agressões por imposição da lei de causa e efeito, pode sofrer assédio, perseguição e agressão de um mau Espírito, que age sob o comando de outro, encarnado ou desencarnado. 
Diante deste argumento, rotineiro na prática desobsessiva, meu velho amigo concluiu: Justo! Não é Lutero, nem o Papa, nem Kardec, nem os Espíritos superiores. Em primeiro lugar deve-se buscar Jesus.
Tive que concordar com ele. E para melhor fixarmos aquela resposta, a complementamos, para que ficasse gravada em nossa mente.

Sugestão para a resposta 551:

Se for um homem bom cujo passado honesto desautorize uma agressão, Deus não o permite. Caso contrário, segue-se a lei geral, ou seja, a cada um é dado segundo as suas obras.

 

Luiz Gonzaga Pinheiro

Artigos Relacionados:
Oração do Bebê (14401 Acessos)
ORAÇÃO DO BEBÊ Papai que estas no céu, permita que meu anjo da guarda dê o recado direitinho: que proteja minha família, e meus...
Oração da Paz (2059 Acessos)
  Oração da Paz Que a paz seja parte em nossas vidas, no dia de hoje, no dia de amanhã e para sempre! Devemos estar com toda a paz...
Oração Nossa (1540 Acessos)
 Oração Nossa  Senhor,  ensina-nos a orar sem esquecer o trabalho,  a dar sem olhar a quem,  a servir sem perguntar até...
Oração AVE MARIA (5242 Acessos)
 Oração AVE MARIA Ave Maria, Mãe de Jesus, Nossa Senhora, Bendita Sois Vós entre as mulheres, Bendito seja o Fruto Divino, Que...


Adicione este artigo nas suas redes sociais!