1

Para Refletir...

"A paz em ti ajudar a produzir-se a paz no mundo." - Joanna de ngelis

 
Erro
  • XML Parsing Error at 1:102. Error 9: Invalid character
Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 
Índice do Artigo
Estatuto Social
Página 2
Página 3
Página 4
Página 5
Página 6
Página 7
Todas as Páginas

CAPTULO I
DA DENOMINAO, NATUREZA, SEDE, DURAO e FORO

Art 1 - O GRUPO DA FRATERNIDADE LEOPOLDO MACHADO, abreviadamente GFLM, fundado em 28 de setembro de 1973, com personalidade jurdica adquirida com a inscrio do seu Estatuto no Cartrio do 1 Ofcio sob protocolo A4 do Livro A-28 n 2860 em 04 de fevereiro de 1974, uma associao civil de carter religioso, filantrpico, educacional e cultural, sem finalidade lucrativa, de prazo de durao indeterminado e tem domiclio, sede e foro na cidade de Salvador, Estado da Bahia.


CAPTULO II
DA FILOSOFIA E DAS FINALIDADES

Art 2 - Fraternidade o amor que se expande pela prtica do Amai-vos uns aos outros, comprometendo-se o GFLM a observar este mandamento e contribuir, permanentemente, com o trabalho no bem, com a solidariedade, com a tolerncia e com a paz em harmonia com a natureza.

Art 3 - O GFLM alia-se aos princpios filosficos da Organizao Social Crist Esprita Andr Luiz (OSCAL),que so o de contribuir para a espiritualizao do ser encarnado e desencarnado.

Art 4 - So finalidades da instituio:

a) estudar o Espiritismo e propagar seus ensinamentos;

b) ministrar o ensino do Evangelho de Jesus e da Doutrina Esprita;

c) promover a prtica da caridade, sem distino de, raa, cor, posio social ou religio;

d) realizar o servio de assistncia e promoo social e espiritual;

e) estimular a unio entre as criaturas; e

f) pugnar pela expanso e o alargamento das fronteiras espirituais do Movimento da Fraternidade.

 

CAPTULO III
DOS ASSOCIADOS FRATERNISTAS, DIREITOS E DEVERES

Art 5 - Compe-se o GFLM da unio voluntria de associados fraternistas, em cuja admisso no se far distino de cor, sexo, idade, raa ou preferncia poltico-partidria.

Art 6 - O ingresso do candidato no quadro de associados fraternistas do GFLM dar-se- mediante proposta endossada por associados fraternistas em situao regular e aprovada pelo Conselho de Administrao, guardando-se na hiptese de sua no aceitao, sigilo do motivo determinante.

1 - No haver categorias diferenciadas de associados fraternistas no GFLM, devendo cada um distinguir-se to somente pela sua cota de trabalho no bem.

2 - So considerados fundadores do GFLM os fraternistas que subscreveram a respectiva ata de fundao;

Art 7 - A excluso do quadro social de associado fraternista dar-se- pelos seguintes motivos: renegar a convico esprita; apresentar conduta no compatvel com os valores espritas; deixar de prestar, cumulativamente, o seu trabalho, a sua participao ou outra contribuio a que se props, sem motivo justificado; mudar-se do municpio-sede do GFLM, desde que impossibilitado de continuar freqentando-o

Pargrafo nico - A excluso do quadro social de associado fraternista efetivar-se- por deliberao formal do Conselho de Administrao, sendo garantido ao interessado amplo direito de defesa, inclusive o de recurso ao Conselho de Representao da Assemblia.

Art 8 - So direitos dos associados fraternistas

a) participar das Assemblias Gerais, votar e ser votado

b) participar das atividades previstas nas normas regimentais e estatutrias;

c) propor novos associados;

Art 9 -So deveres dos associados fraternistas:

a) prestar Instituio todo o concurso espiritual, moral e material que lhe for possvel;

b) cumprir as disposies legais,estatutrias e regimentais, e ainda as deliberaes que de acordo com as referidas disposies, a Diretoria tomar;

c) freqentar as principais reunies pblicas e participar das tarefas do GFLM, exercendo-as com dedicao e boa vontade

 


Seja Bem Vindo!